Senado aprova acordo sobre o Sistema Aquífero Guarani

(Senado Federal, 02/05/2017)

“Foi aprovado em Plenário nesta terça-feira (2) o Projeto de Decreto Legislativo (PDS) 24/2017, que confirma o Acordo sobre o Sistema Aquífero Guarani (SAG), assinado em San Juan, Argentina, em 2 de agosto de 2010. […]. O documento institui um conjunto de normas para o desenvolvimento de ações de conservação e aproveitamento sustentável dos recursos hídricos do SAG, respeitando o domínio territorial de cada parte sobre as porções do aquífero”.

Leia mais clicando aqui.

Anúncios
Publicado em Notícias | Deixe um comentário

CEPAL divulga estudo sobre água, energia e alimentação na América Latina.

A CEPAL (Comissión Económica para América Latina y Caribe) divulgou no início de abril deste ano a publicação e acesso gratuito ao estudo:

“El Nexo entre el agua, la energía y la alimentación en América Latina y el Caribe: planificación, marco normativo e identificación de interconexiones prioritarias”, por Antonio Embid e Liber Martín.

(The Water, Energy and Food Nexus in Latin America and the Caribbean: Planning, Legal Framework and Priority Interconnections)

(LC/TS.2017/16, marzo de 2017, Serie Recursos Naturales e Infraestructura No. 179)

Para acessar o estudo na íntegra, clique aqui.

Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário

Fertilização da Terra pela Terra/ Earth Fertilizing Itself

(Brasília, Brasil – 08/02/2017)

Este vídeo apresenta a trajetória da tecnologia da Rochagem no Brasil.

“Você pega uma rocha boa, rica em nutrientes, e coloca em um solo que já perdeu os seus nutrientes. Isso é rejuvenescer!”, diz Suzi Huff Theodoro, pesquisadora da Universidade de Brasília. “As rochas têm esse potencial de oferecer uma quantidade de nutrientes e micronutrientes que não são considerados na agricultura convencional. E por que isso é importante? Porque nós somos aquilo o que comemos.”, reforça a pesquisadora.

“Nós somos protagonistas na pesquisa e na regulamentação do uso do pó de rocha.”, afirma Suzi.

Veja o vídeo completo e descubra mais sobre a rochagem no Brasil.

Vídeo | Publicado em por | Deixe um comentário

Standing Rock: La mayor movilización indígena en más de un siglo

(America Latina en movimiento, 28/11/2016)

“Desde la primavera de 2016, se han congregado en Standing Rock (en el estado de Dakota del Norte, EEUU) miles de personas, muchas de ellas de diversas naciones indígenas, para protestar por la construcción del oleoducto que destruiría sitios sagrados y contaminaría el agua. Se autodenominan “protectores del agua”.

aguaesvida-indigenous_rising_media

Leia mais clicando aqui.

Publicado em Notícias | Deixe um comentário

Fala de Sonia Hess sobre a exposição aos agrotóxicos e gravames à saúde e ao meio ambiente

(Ouvidoria-Geral Defensoria Pública de SP, 04/11/2016)

Fala da professora Profª Drª Sonia Corina Hess, Professora Titular da Universidade Federal de Santa Catarina (Química) no Painel I – Informações em Saúde, Consumo e Exposição no Estado de SP, Brasil e Mundo da Audiência Pública realizada nos dias 29 e 30 de agosto de 2016, no auditório da Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo (USP), convocada pela Ouvidoria da Defensoria Pública do Estado de São Paulo, pela Defensoria Pública da União em São Paulo e pelo Ministério Público Federal, com apoio da Escola da Defensoria Pública do Estado de São Paulo.

Vídeo | Publicado em por | Deixe um comentário

Recursos ameaçados. Fabrique uma crise e atropele o Estado

(Rede Brasil Atual, 15/10/2016)

Geólogo Luiz Fernando Scheibe, da Universidade Federal de Santa Catarina, critica esforço do governo em privatizar o Aquífero Guarani, riqueza subterrânea de 1,1 milhão de quilômetros quadrados.

“A ideia de conceder tudo à iniciativa privada, esse modelo neoliberal, é estimulada por uma crise fabricada. Essa ideia de que você fabrica uma crise para que durante a crise os governos, os parlamentos e as pessoas aceitem negociar coisas que antes eram inegociáveis veio do Milton Friedman (economista norte-americano, 1912-2006, um dos ideólogos do liberalismo de mercado).”

Nesta entrevista, Scheibe fala do Aquífero Guarani, área de 1,1 milhão de quilômetros quadrados que compreende as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do país e também parte de Argentina, Uruguai e Paraguai, abrigando um imenso reservatório subterrâneo de água, estratégico para o meio ambiente e o desenvolvimento sustentável. E que está no alvo do golpe, já que, a exemplo do pré-sal, também o aquífero poderá ser privatizado. No início de setembro, o governo Michel Temer conseguiu aprovar o Programa de Parcerias para Investimentos (PPI), instrumento para abrir tais riquezas às multinacionais.

Leia mais clicando aqui.

Publicado em Entrevistas, Notícias | Deixe um comentário

Pesquisador do Projeto Rede Guarani/Serra Geral representou o Sul do país em Seminário Nacional sobre Recursos Hídricos

Especialistas em recursos hídricos e representantes do Sistema Nacional de Gerenciamento de Recursos Hídricos (Singreh), de setores usuários e da sociedade civil se reuniram entre 13 e 14 de setembro, em Brasília, para participar do Seminário Prioridades do Plano Nacional de Recursos Hídricos (PNRH) para 2016-2020. Cerca de 150 pessoas participaram das discussões. Dentre os especialistas convidados pelo Ministério do Meio Ambiente estava o pesquisador do Projeto Rede Guarani/Serra Geral Willian Goetten. Na ocasião o pesquisador representou os Jovens Profissionais em Recursos Hídricos da Região Sul do Brasil. O objetivo do encontro foi consolidar os resultados do processo de revisão do PNRH, que envolveu, dentre outras atividades, consulta pública online aos colegiados de recursos hídricos e à sociedade em geral, com a participação de cerca de 1500 pessoas, de todos os estados e do Distrito Federal, alcançando 408 municípios e cerca de 140 colegiados, entre conselhos de recursos hídricos e comitês de bacias hidrográficas federais e estaduais.

Os resultados colhidos na consulta pública foram discutidos em três grupos temáticos durante o seminário: gestão, governança e usos múltiplos e conservação.  Dos 14 itens apresentados na consulta pública, os ouvidos apontaram como principais prioridades o planejamento de longo prazo e o uso racional, considerando os desafios e incertezas gerados pelas mudanças climáticas. As propostas apresentadas foram no sentido de ampliar o conhecimento sobre os usos das águas, das demandas atuais e futuras e de integrar a política de recursos hídricos à política ambiental, de irrigação, de saneamento, energia, turismo, entre outras. Em suas sugestões Willian, apontou prioritariamente a continuidade do investimento em pesquisas científicas na área de prevenção de desastres e de monitoramento hidrogeológico.

O PNRH foi elaborado entre 2005 e 2006 e aprovado pelo Conselho Nacional de Recursos Hídricos (CNRH) em 2006.  Em 2011, passou pela primeira revisão, com a aprovação das prioridades para o gerenciamento de recursos hídricos entre 2012-2015. De acordo com a Secretaria Nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano (SRHU) do Ministério do Meio Ambiente (MMA), que coordena o PNRH, até o fim deste ano serão divulgados os resultados sobre a implementação das prioridades do período 2012-2015. O processo de revisão do PNRH começou em 2015, coordenado pela Secretaria Nacional de Recursos Hídricos e Ambiente Urbano do Ministério do Meio Ambiente, em articulação com a Câmara Técnica do Plano Nacional de Recursos Hídricos no Conselho Nacional de Recursos Hídricos e o apoio técnico da Agência Nacional de Águas (ANA).

Fonte: Agência Nacional de Águas

14454602_882482525184998_1712271740_n

Foto: Arquivo pessoal de Willian Goetten
Publicado em Uncategorized | Deixe um comentário