Área de Atuação

A Rede se propõe a estudar toda a área de ocorrência do Sistema Aquífero Integrado Guarani/Serra Geral (SAIG/SG) nos estados de Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Paraná. Este sistema aquífero tem uma área total de 1,1 milhão de quilômetros quadrados e abrange, além da porção oeste dos três estados do Sul do país, partes de São Paulo, Minas Gerais, Goiás, Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, bem como do Paraguai, Argentina e Uruguai.

O Aquífero Serra Geral recobre o Aquífero Guarani. Por estar mais próximo da superfície, suas águas são intensamente utilizadas em todo o meio oeste e oeste do estado e, em especial, nas principais cidades de médio porte dessas regiões.

O Aquífero Guarani recebeu este nome porque se localiza na região habitada antigamente por essa tribo indígena e 70% de sua área de ocorrência está no Brasil. Em Santa Catarina são 49 mil km2, 51% da área do estado. As rochas sedimentares que constituem esse aquífero afloram (aparecem à flor da terra) numa faixa Norte-Sul, estreita e alongada, na porção central do estado de Santa Catarina.

As áreas de abrangência inicial da RG/SG em SC compreendem a Bacia Hidrográfica do Rio Canoas e a porção catarinense da Bacia Hidrográfica do Rio Pelotas, que nascem em Urubici. O estudo inclui ainda a Bacia Hidrográfica do Rio do Peixe, que nasce no município de Caçador. O mapeamento hidrogeológico e de uso e ocupação do solo estão entre os focos da pesquisa. Além disso, o monitoramento da qualidade das águas superficiais e subterrâneas na área do SAIG/SG é fundamental para a identificação das áreas de maior vulnerabilidade e de risco de contaminação. Com o tempo, o projeto pretende estender sua área de estudos até o extremo oeste do estado.